20.8 C
São Paulo
quinta-feira, junho 20, 2024

Offshore: o que é e como abrir esse tipo de empresa?

Date:

Você já ouviu falar sobre empresas offshore, mas ainda tem dúvidas sobre o que são e como funcionam? Neste artigo, vamos desvendar esse mundo das finanças internacionais, explicando o conceito de empresa offshore e fornecendo informações essenciais para quem está interessado em abrir uma.

Prepare-se para entender como essa modalidade pode ser vantajosa e os cuidados necessários para operar dentro da legalidade.

O que é uma empresa offshore?

Uma empresa offshore é uma entidade comercial registrada em um país estrangeiro, com o objetivo de realizar atividades empresariais fora do país de origem dos seus proprietários.

Essas empresas são frequentemente estabelecidas em jurisdições conhecidas como paraísos fiscais, que oferecem benefícios como taxas reduzidas de impostos ou sigilo bancário.

Offshore: o que é e como abrir esse tipo de empresa? Foto: Canva.com

Não só é legal, como há offshores espalhadas em diversos lugares do mundo. Muitas vezes, o que não é lícito são os recursos movimentados por essas empresas no exterior. Mas isso nada tem a ver com o formato jurídico dessas empresas.

Dependendo da jurisdição à qual pertencem, as offshores podem apresentar peculiaridades distintas.

Como funcionam empresas offshore?

Uma das características das empresas offshore é o fato de os seus proprietários não estarem domiciliados no país que as abriga. Além disso, para serem consideradas como tal, a sua gestão deve ser feita no país de origem dos proprietários.

Um aspecto fundamental em relação ao funcionamento das offshores é sua jurisdição, pois cada país tem suas próprias normas legais sobre o tema.  Pedro Barreto, chaiman da consultoria de investimentos internacionais Ativore, observa que a estrutura mais utilizada por brasileiros é BVI (Ilhas Virgens Britânicas), seguida de Ilhas Cayman.

Ambas são territórios britânicos ultramarinos, localizadas no Caribe, cada qual com seu próprio governo mas sob o mesmo sistema jurídico.

Tanto BVI quanto Cayman oferecem vantagens como um sistema jurídico sólido, facilidade de registro e confidencialidade em relação a informações sobre os proprietários das offshores. Além disso, nenhuma das duas cobra impostos sobre heranças, e existem acordos que evitam a dupla tributação entre diferentes territórios.

Offshore: o que é e como abrir esse tipo de empresa? Foto: Canva.com

Quanto custa abrir uma offshore?

Os gastos que o investidor terá para abrir esse tipo de estrutura envolvem custos operacionais (como tradução de documentos e sistemas de prevenção à lavagem de dinheiro, por exemplo), além de custos legais e de contabilidade, se for o caso.

De acordo com Barreto, para abrir uma offshore em BVI hoje, o desembolso total será entre US$ 1.600 a US$ 2.000. Além disso, serão necessários de US$ 1.400 a US$ 1.800 anualmente para manter a estrutura no exterior.

“O valor anual que será desembolsado contempla as taxas pagas ao governo e o trabalho do agente lá fora, que ficará renovando a licença da empresa. No caso de existir contabilidade, haverá um custo adicional que dependerá da complexidade das operações. Se for algo mais simples, o valor fica em torno de US$ 1.200 por ano”, explica.

Qual a diferença entre onshore offshore?

Em termos financeiros e operacionais, define-se onshore como todas as transações que ocorrem no país de origem da empresa. Nesse caso, as negociações são regidas pelas respectivas legislações internas.

Em contrapartida, offshore remete a operações feitas no exterior por uma empresa que não tem operação no respectivo país.

Offshore: o que é e como abrir esse tipo de empresa? Foto: Canva.com

O que é paraíso fiscal?

Na maioria das vezes, as offshores são abertas em paraísos fiscais. Basicamente, esses são locais que oferecem vantagens tributárias, como alíquotas bem menores, ou mesmo isenção de impostos em muitos casos.

De acordo com a definição da Receita Federal, um paraíso fiscal é classificado “em função da baixa tributação ou da pouca transparência sobre informações de empresas lá domiciliadas”.

Em outras palavras, os paraísos fiscais asseguram sigilo em relação aos envolvidos nas transações realizadas pelas offshores. Dessa forma, pode-se movimentar qualquer quantia de dinheiro com baixo ou nenhum custo, sem que seja necessário revelar as identidades de quem o fizer.

Como enviar dinheiro para uma offshore?

Com a conta aberta, já é possível enviar o dinheiro para a offshore. No entanto, as remessas de recursos para o exterior precisam ser comunicadas à Receita Federal.

Esse órgão é responsável por controlar essas transações, verificando se os recursos têm origem legal e se estão livre de ônus ou possuem alguma pendência financeira por aqui. Portanto, antes de mandar dinheiro para fora do país, é necessário ter muita atenção às regras brasileiras de evasão de divisas.

Lembrando que, por si só, as offshores não são tributadas no Brasil. Porém, se os seus sócios enviarem dinheiro do Brasil para o exterior, ou se a empresa exercer alguma atividade aqui, daí sim será preciso declarar e recolher os respectivos impostos, segundo o ordenamento jurídico brasileiro.

Vantagens de abrir uma empresa offshore:

Existem várias razões pelas quais empreendedores e investidores consideram abrir uma empresa offshore:

  1. Redução de Impostos: Em muitos casos, as jurisdições offshore oferecem vantagens fiscais, permitindo que as empresas economizem em impostos sobre lucros, dividendos e heranças.
  2. Proteção de Ativos: Empresas offshore podem ser uma forma de proteger ativos de litígios ou questões legais no país de origem.
  3. Confidencialidade Financeira: Muitos paraísos fiscais têm leis que protegem a identidade dos proprietários e acionistas, garantindo sigilo financeiro.
  4. Facilidade de Administração: As exigências de relatórios e regulamentações em algumas jurisdições offshore são menos burocráticas do que em outros países.
  5. Acesso a Mercados Internacionais: Uma empresa offshore pode fornecer acesso a mercados internacionais e novas oportunidades de negócios.

Como abrir uma empresa offshore?

Abrir uma empresa offshore requer cuidados e planejamento adequados para garantir que você esteja operando dentro da legalidade e evitando problemas futuros. Aqui estão os principais passos a serem seguidos:

  1. Pesquisa da Jurisdição: Escolha cuidadosamente a jurisdição onde deseja registrar sua empresa offshore. Considere fatores como impostos, regulamentações, reputação do país e estabilidade política.
  2. Consultoria Especializada: Busque a orientação de profissionais especializados em assuntos internacionais e tributários, como advogados e contadores.
  3. Registro da Empresa: Prepare a documentação necessária e registre sua empresa conforme as leis da jurisdição escolhida.
  4. Abertura de Conta Bancária: Abra uma conta bancária em nome da empresa offshore para operar suas transações comerciais.
  5. Cumprimento de Normas: Esteja ciente das obrigações legais e fiscais da empresa offshore e cumpra todas as normas do país onde sua empresa está registrada.
  6. Planejamento Tributário Internacional: Com a ajuda de especialistas, estabeleça uma estrutura tributária adequada que otimize seus ganhos de acordo com a legislação vigente.

Conclusão

Uma empresa offshore pode ser uma ferramenta útil para muitos empreendedores e investidores, desde que seja criada de forma ética e legal. A busca por conhecimento, a consulta a profissionais experientes e o entendimento das responsabilidades são essenciais para o sucesso dessa empreitada. Abraçar as oportunidades oferecidas pelas empresas offshore pode ser um diferencial significativo em um mundo cada vez mais globalizado.

 Espero que este artigo tenha ajudado você!

Então deslize a tela para baixo e confira mais dicas como esta e não se esqueça de compartilhar com os amigos!

Quer mais dicas sobre o mundo das Finanças e Decoração, então confira alguns dos nossos artigos em:

Últimos artigos