ENTENDA COMO DAR BAIXA NO MEI GRATUITAMENTE E DE FORMA SIMPLIFICADA!

Date:

Compartilhe:

O MEI (Microempreendedor Individual) é uma forma de registro empresarial simplificado destinado a empreendedores individuais que desejam formalizar suas atividades econômicas. Ele oferece benefícios e vantagens para os empreendedores, facilitando a legalização de pequenos negócios e garantindo acesso a direitos e benefícios previdenciários.

Ser um MEI traz diversas vantagens, como a possibilidade de emitir notas fiscais, acesso a benefícios da Previdência Social, como aposentadoria, auxílio-doença e licença-maternidade, além de facilitar a abertura de contas bancárias e acesso a linhas de crédito.

No entanto, existem situações em que é necessário encerrar ou dar baixa no registro do MEI. Isso pode ocorrer por diversos motivos, como encerramento das atividades empresariais, mudança de ramo de atuação ou opção por outro tipo de empresa.

Dar baixa no MEI é um processo relativamente simples e gratuito. Para isso, é necessário reunir os documentos necessários e seguir os passos corretos para realizar o encerramento do registro.

 

O que é MEI ?

O MEI (Microempreendedor Individual) é um regime de formalização criado pelo governo brasileiro para facilitar a legalização de pequenos empreendedores. Ele oferece uma série de benefícios e simplificações para aqueles que desejam abrir e manter um negócio de pequeno porte.

Para se enquadrar como MEI, é necessário atender a certos critérios, tais como:

  • Ter faturamento anual de até R$ 81.000,00;
  • Exercer atividades permitidas para o MEI;
  • Não possuir participação em outra empresa como sócio ou titular;
  • Contratar no máximo um empregado com salário mínimo ou piso da categoria.

O MEI possui uma série de vantagens, como:

  • Registro simplificado e gratuito;
  • Pagamento de tributos unificados (DAS – Documento de Arrecadação Simplificada);
  • Isenção de impostos federais (como IRPJ, PIS, Cofins, IPI e CSLL);
  • Benefícios previdenciários (como aposentadoria, auxílio-doença, salário-maternidade);
  • Possibilidade de emitir notas fiscais;
  • Acesso facilitado a serviços bancários e linhas de crédito;
  • Proteção previdenciária para o empreendedor e sua família.

Para dar baixa no MEI de forma gratuita, é necessário seguir alguns passos:

  1. Acessar o Portal do Empreendedor;
  2. Preencher a Déclaration de Faturamento;
  3. Informar a data de encerramento das atividades;
  4. Informar se houve ou não a contratação de funcionário;
  5. Gerar o documento de Comunicação de Baixa;
  6. Realizar o pagamento do DAS referente ao mês de encerramento das atividades;
  7. Arquivar o documento de Comunicação de Baixa para futuras consultas.

Quais são os benefícios de ser um MEI?

  1. Legalização simplificada: O processo de registro e legalização como MEI é simplificado, rápido e gratuito. Isso permite que empreendedores informais se formalizem e tenham um CNPJ de forma mais acessível.
  2. Redução de impostos: Como MEI, você se enquadra no regime tributário do Simples Nacional e está sujeito a uma carga tributária reduzida. Os impostos a serem pagos são unificados em uma única guia (DAS) com valores fixos mensais, que variam de acordo com a atividade.
  3. Benefícios previdenciários: O MEI tem acesso aos benefícios previdenciários, como aposentadoria por idade, auxílio-doença, salário-maternidade, entre outros. Para ter direito a esses benefícios, é necessário contribuir mensalmente com o INSS.
  4. Facilidade de abertura de conta bancária: Com o CNPJ de MEI, é mais fácil abrir uma conta bancária empresarial, o que facilita a gestão financeira do negócio e separa as finanças pessoais das empresariais.
  5. Acesso a serviços e crédito: Ser um MEI facilita o acesso a serviços bancários, linhas de crédito e financiamentos específicos para pequenos empresários. Isso pode ajudar no crescimento e desenvolvimento do negócio.
  6. Nota fiscal: Como MEI, você pode emitir notas fiscais para seus clientes. Isso traz mais credibilidade ao seu negócio e possibilita a participação em licitações e contratos com empresas.
  7. Proteção empresarial: Ao se tornar um MEI, você separa seu patrimônio pessoal do patrimônio do negócio. Isso significa que suas dívidas empresariais não atingirão seus bens pessoais, protegendo seu patrimônio pessoal.
  8. Oportunidades de crescimento: Ser um MEI pode ser o primeiro passo para o crescimento do seu negócio. Com um bom planejamento e gestão, é possível expandir, contratar colaboradores e migrar para outras formas jurídicas, como uma microempresa ou empresa de pequeno porte.

Por que dar baixa no MEI?

  • Fechamento do negócio: Se você decidiu encerrar suas atividades como microempreendedor individual (MEI), dar baixa no MEI é o processo formal para encerrar legalmente o seu negócio.
  • Evitar obrigações fiscais e tributárias: Ao dar baixa no MEI, você interrompe as obrigações fiscais e tributárias associadas ao seu negócio como MEI. Isso inclui a entrega de declarações mensais (DAS) e a necessidade de manter a contabilidade em dia.
  • Evitar multas e penalidades: Se você não der baixa no MEI e continuar com obrigações não cumpridas, estará sujeito a multas e penalidades impostas pelo governo.
  • Limitar a responsabilidade: Ao encerrar formalmente o MEI, você limita a sua responsabilidade legal e financeira relacionada ao seu negócio. Isso significa que você não será mais responsável por dívidas ou obrigações após a data de baixa.
  • Facilitar futuros empreendimentos: Ao encerrar corretamente o MEI, você estará preparado para iniciar novos empreendimentos no futuro, se desejar. Isso garante que você esteja em conformidade com as leis e regulamentações.

Como dar baixa no MEI?

Para realizar a baixa do MEI de forma simplificada e gratuita, siga os seguintes passos:

  1. Acesse o portal do Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial) e selecione a opção de baixa do MEI.
  2. Preencha as informações solicitadas, como número do CPF, data de nascimento e código de acesso.
  3. Após o preenchimento, confirme os dados e clique em “Enviar”.
  4. Uma vez enviado, o sistema irá gerar um Documento de Arrecadação Simplificada (DAS) para pagamento, porém, como a baixa é gratuita, não é necessário efetuar o pagamento.
  5. Após a confirmação do envio, você receberá um Comprovante de Baixa do MEI que deve ser guardado para futuras referências.
  6. É importante também realizar a comunicação da baixa aos órgãos competentes, como a Secretaria da Receita Federal, a prefeitura do seu município e a Junta Comercial.
  7. Por fim, lembre-se de cancelar o seu registro no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) e encerrar suas atividades como MEI.

Quais são as consequências de não dar baixa no MEI?

  1. Obrigações Fiscais: O MEI continuará sendo considerado ativo perante o governo e, portanto, precisará cumprir com todas as obrigações fiscais, como a entrega das declarações mensais, anuais e o pagamento dos tributos.
  2. Continuidade das Contribuições: Mesmo sem faturamento, o MEI precisará continuar pagando o Documento de Arrecadação Simplificada (DAS) mensalmente. A falta de pagamento pode gerar acúmulo de dívidas e cobranças futuras.
  3. Limitações de Benefícios: Ao não realizar a baixa, o MEI não poderá solicitar a aposentadoria por idade ou por invalidez, benefícios previdenciários e auxílio-doença.
  4. Restrições para Registro: O MEI que não deu baixa terá restrições para abrir um novo negócio ou se registrar como MEI novamente no futuro.
  5. Dificuldades para Encerrar: Quanto mais tempo o MEI permanecer ativo sem a baixa, mais burocrático e demorado pode ser o processo de encerramento posteriormente.
  6. Cobranças e Multas: O MEI inativo ainda está sujeito a cobranças e multas caso não cumpra com suas obrigações fiscais. Isso pode resultar em dívidas e problemas financeiros futuros.

Portanto, é essencial realizar a baixa no MEI de forma adequada e dentro dos prazos estabelecidos para evitar essas consequências e encerrar corretamente as atividades do negócio.

Perguntas frequentes

1. Como faço para cancelar meu registro de MEI de forma gratuita e simplificada?

Para cancelar seu registro de MEI de forma gratuita e simplificada, você precisa seguir os seguintes passos:

  • Verifique se todas as declarações anuais estão em dia, pois não é possível cancelar o registro se houver declarações pendentes;
  • Caso existam declarações atrasadas, preencha-as;
  • Em seguida, acesse o Portal do Simples Nacional e solicite um código de acesso, informando o CNPJ, CPF, Título de Eleitor ou recibo da declaração de imposto de renda da pessoa física, e sua data de nascimento;
  • Acesse a página de Solicitação de Baixa do MEI e preencha o CNPJ, CPF e código de acesso;
  • Após preencher as informações, o sistema exibirá uma página de confirmação. Clique e concorde com os termos e, em seguida, você será direcionado para uma página de verificação de dados. Se as informações estiverem corretas, clique em confirmar;
  • Finalmente, será gerado o Certificado de Condição de Empreendedor Individual, indicando o cancelamento do seu registro. Imprima-o imediatamente e mantenha-o para futuras referências e segurança.

2. Existem custos para cancelar o registro de MEI?

Não há custos para cancelar o registro de MEI. No entanto, é importante lembrar que você deve pagar todas as taxas do Documento de Arrecadação Simplificada (DAS) em atraso.

3. O que acontece se eu não pagar as taxas do DAS em atraso?

Se você não pagar as taxas do DAS em atraso, o valor devido será cobrado pela Receita Federal no futuro, com juros e penalidades.

4. É possível recuperar o registro de MEI após o cancelamento?

Não é possível recuperar o registro anterior de MEI após o cancelamento. No entanto, você ainda pode solicitar um novo registro de MEI no futuro.

5. Quais são os procedimentos necessários para cancelar o CNPJ?

Os procedimentos para cancelar o CNPJ do MEI são os mesmos que os de empresas convencionais. Eles incluem:

  • Solicitar o cancelamento junto à Receita Federal;
  • Cancelar o registro junto ao Cartório de Registro Mercantil ou Junta Comercial, dependendo do tipo de negócio;
  • Cancelar a Inscrição Estadual na Secretaria da Fazenda Estadual;
  • Obter um Certificado de Quitação de Débitos junto ao INSS e uma Certidão Negativa do FGTS;
  • Preparar um documento de Dissolução Social para registro no Cartório de Registro Mercantil ou Junta Comercial, dependendo do tipo de negócio.

6. Cadastramento de MEI é feito online?

Sim, o cadastramento de MEI é feito online através do Portal do Empreendedor, o que traz facilidade e agilidade para abrir e regularizar uma microempresa individual.

 

Espero que este artigo tenha ajudado você!

Então deslize a tela para baixo e confira mais dicas como esta e não se esqueça de compartilhar com os amigos! Quer mais dicas sobre o mundo das Finanças e Decoração, então confira alguns dos nossos artigos em:

Seleção Valor Site
Seleção Valor Site
A Equipe Valor Site é formada por profissionais dedicados a fornecer informações variadas e atualizadas diariamente. Com foco em notícias, entretenimento, esportes e tecnologia, nossa equipe se empenha em trazer conteúdo preciso e relevante para manter nossos leitores bem informados.Nosso portal se destaca por selecionar as melhores notícias sobre os principais nichos e filtrar o que há de mais útil e interessante para o leitor, reunindo tudo em um único lugar. Valorizamos a qualidade e a veracidade das informações, garantindo que você tenha acesso ao que realmente importa.Confie na Equipe Valor Site como sua fonte diária de notícias e entretenimento de qualidade. Nossa missão é facilitar sua busca por informações, proporcionando uma experiência de leitura enriquecedora e agradável.
Html code here! Replace this with any non empty raw html code and that's it.

Artigos relacionados

Inteligência Artificial. O Futuro Promissor no Mercado de Trabalho – Uma Questão de Tempo.

À medida que avançamos na era digital, a Inteligência Artificial (IA) vem se destacando como uma força transformadora...

Sustentabilidade e Finanças Verdes: Segredos e Estratégias

As finanças verdes, apesar de promissoras, apresentam desafios únicos. Por um lado, há o desafio de identificar investimentos...

CONHEÇA AS PRINCIPAIS EMPRESAS MAIS RICAS DO MUNDO!

As empresas mais ricas do mundo são um indicativo do sucesso e influência que essas marcas possuem no...

O QUE É A GESTÃO DE VENDAS E COMO ELA FUNCIONA?

A gestão de vendas é um processo crucial para o sucesso de qualquer empresa que envolva a venda...