Clearview AI oferece indenização com ações após processos judiciais.

Date:

Compartilhe:

A empresa de reconhecimento facial Clearview AI propôs um acordo inusitado para resolver processos judiciais nos Estados Unidos: pagar as vítimas com parte das ações da própria companhia. A fatia de 23% está avaliada em cerca de US$ 52 milhões e poderia ser vendida ou gerar lucros futuros.

Principais Destaques

  • A Clearview AI coletou fotos de redes sociais e sites públicos para criar um sistema de reconhecimento facial sem autorização, gerando processos judiciais.
  • Para evitar a falência, a empresa sugeriu pagar as vítimas com 23% de suas próprias ações, avaliadas em US$ 52 milhões.
  • Se aceito, o acordo permitiria que as pessoas afetadas vendessem as ações em uma possível venda da Clearview AI ou recebessem 17% de seu faturamento futuro.

Eu, como um jornalista experiente, vou te contar uma história que pode parecer estranha à primeira vista, mas que revela uma realidade cada vez mais presente no mundo dos negócios de tecnologia. Imagina só: uma empresa é processada por violar a privacidade de milhões de pessoas, coletando fotos da internet sem permissão para treinar seu sistema de reconhecimento facial. Em vez de pagar uma indenização em dinheiro, a solução proposta é… oferecer parte de suas próprias ações!

É exatamente o que a Clearview AI, a empresa por trás dessa polêmica, sugeriu para encerrar os processos judiciais que enfrenta nos Estados Unidos. A companhia quer usar 23% de suas ações, avaliadas em impressionantes US$ 52 milhões, para compensar as vítimas de sua conduta questionável.

Um navio afundando em busca de ar

Segundo os advogados da Clearview AI, a empresa e os processantes estavam “presos a um navio afundando”, nas palavras deles. Os custos dos litígios se tornaram tão altos que pagar indenizações em dinheiro levaria a companhia à falência. Então, por que não oferecer um pedaço do próprio negócio?

A proposta permite que qualquer pessoa dos EUA que tenha publicado fotos na internet se declare parte do processo. Se aceito, o acordo daria a essas pessoas o direito a uma parcela das ações da Clearview AI. Em caso de venda futura da empresa, eles receberiam uma parte do dinheiro. Outra opção seria manter os papéis e receber 17% do faturamento anual da companhia.

Uma solução estranha, mas não inédita

Embora pareça uma ideia bizarra, advogados ouvidos pelo jornal The New York Times afirmam que esse tipo de acordo não é totalmente novo. O advogado Jay Edelson defende que startups com pouco dinheiro usem ações ou receitas futuras para pagar acordos judiciais.

No entanto, ele admite que a proposta da Clearview AI é, no mínimo, esquisita: “As pessoas foram prejudicadas pela Clearview quando ela desrespeitou os direitos à privacidade. Agora, elas se tornariam financeiramente interessadas na empresa, que precisaria encontrar novos jeitos de desrespeitá-los”, comentou Edelson.

Conclusão

Seja qual for o desfecho dessa história, uma coisa é certa: a Clearview AI encontrou uma maneira criativa, ainda que controversa, de tentar resolver seus problemas legais. Ao oferecer ações em vez de dinheiro, a empresa aposta que as vítimas possam se tornar incentivadas financeiramente a apoiar seu modelo de negócios de reconhecimento facial. Uma solução ousada para um desafio sem precedentes.

Clearview AI oferece indenização com ações após processos judiciais.
Source: tecnoblog.net


Html code here! Replace this with any non empty raw html code and that's it.

Artigos relacionados

Arquivo salvo no Google Drive acessado sem permissão do usuário.

Quando o usuário Kevin Bankston, um especialista em governança de IA, abriu seu documento de declaração de imposto...

Ex-namorada é alvo de tiro após casal arquitetar ataque no DF.

Uhh, você não vai acreditar no que aconteceu! Parece que um casal arquitetou um plano macabro para tentar...

Nova camisa da Juventus para a temporada 2024/25 é revelada.

A Juventus lançou sua nova camisa para a temporada 2024/25 do Campeonato Italiano, e ela promete ser um...

Expansão da Warner Music Group na música regional brasileira.

A Warner Music Group está fazendo investimento e ampliando sua estratégia com foco na música regional brasileira. Através...