17.2 C
São Paulo
quinta-feira, junho 20, 2024

Caminhos para sair das dívidas e retomar o controle financeiro

Date:

Estar endividado pode ser uma situação angustiante, mas não é uma sentença de falência financeira. Com organização, disciplina e estratégias adequadas, é possível sair das dívidas e recuperar o controle sobre suas finanças. Neste artigo, compartilharemos algumas dicas valiosas para ajudá-lo nesse processo.

O que fazer para sair das dívidas. Foto: Canva.com

Faça um levantamento completo das dívidas

O primeiro passo para sair das dívidas é ter uma visão clara da situação financeira. Liste todas as suas dívidas, incluindo o valor, a taxa de juros e as condições de pagamento. Isso ajudará a priorizar quais dívidas devem ser resolvidas primeiro.

Crie um plano de pagamento

Com as informações sobre suas dívidas em mãos, é hora de desenvolver um plano de pagamento realista. Determine quanto você pode destinar mensalmente para pagar suas dívidas e defina metas claras de redução de débito. Considere negociar taxas de juros menores com os credores para facilitar a quitação.

Priorize as dívidas de alto custo

Ao estabelecer seu plano de pagamento, dê prioridade às dívidas com as taxas de juros mais altas. Pagamentos mínimos devem ser feitos em todas as dívidas, mas direcione recursos extras para quitar primeiro as dívidas mais caras. Isso ajudará a reduzir o montante total de juros pagos ao longo do tempo.

Evite contrair novas dívidas

Durante o processo de pagamento das dívidas, evite contrair novos débitos. Corte gastos desnecessários, faça um orçamento realista e controle seus impulsos de consumo. É essencial viver dentro das suas possibilidades financeiras para evitar agravar sua situação.

O que fazer para sair das dívidas. Foto: Canva.com

Defina o que pagar primeiro

Saber priorizar as dívidas é importante para planejar a quitação de forma organizada. É preciso pensar, em primeiro lugar, nas contas que causam grande impacto na vida da família. Água, luz e gás são serviços essenciais que garantem o bem-estar e a segurança de todos. Manter essas despesas em dia, evita o corte do fornecimento.

Se você tem um imóvel financiado, ele é dado em garantia. Tenha em mente que, caso acumule parcelas, o credor pode levar o imóvel a leilão e você pode perder o bem. Essa regra vale para o financiamento de carro ou moto. Esse pagamento requer muita atenção, caso você dependa do seu veículo para trabalhar, por exemplo.

Considere a renegociação

Se suas dívidas estiverem sobrecarregando sua capacidade de pagamento, considere a renegociação com os credores. Muitas vezes, as instituições financeiras estão dispostas a rever as condições de pagamento, estendendo prazos ou oferecendo descontos para ajudar os devedores a se reestruturarem financeiramente.

Busque orientação profissional: Se você está lutando para lidar com suas dívidas, não hesite em buscar aconselhamento profissional. Consulte um planejador financeiro ou um consultor de crédito, que poderá fornecer orientações personalizadas e ajudá-lo a traçar um plano de ação eficaz.

Negociação direta com cada credor

Procurar um credor de cada vez e propor negociações separadamente, conforme sua condição permitir, é uma boa opção para quem possui um perfil mais organizado para controlar datas de pagamento e compromissos assumidos.

O ideal é tomar a iniciativa e entrar em contato, já que ficar esperando que o credor tente negociar só irá fazer com que os juros se acumulem e façam a dívida aumentar.

O que fazer para sair das dívidas. Foto: Canva.com

Venda o que você não usa mais

Sabe aquela roupa e aquele sapato que você comprou e usou uma vez só? Ou aquele eletrônico que não usa mais? Essa pode ser uma boa oportunidade para você limpar o guarda-roupas e ainda fazer um dinheiro vendendo itens que não servem ou que não são mais usados.

Uma boa dica é criar um lote grande com várias peças e vender para brechós. Há ainda a opção de criar lojas online em sites de desapego ou revender para lojas especializadas que trabalham com produtos usados ou seminovos.

Busque uma fonte de renda extra só para quitar dívidas

Os talentos da família podem ser usados para fazer renda  extra com artigos de artesanato, doces e salgados, revendendo produtos de beleza ou bijuterias, entre outros produtos. Dividir algum conhecimento específico também pode ser uma boa fonte de receita.

Se você tem conhecimento de redes sociais, pode ajudar pequenos empreendedores ou empresas a se promoverem na internet, por exemplo. Essa opção vale para outras habilidades, como instrumentos musicais, idiomas e outros.

Cuidar dos animais de estimação de amigos durante viagens é outra boa saída. O censo pet, realizado pelo Instituto Pet Brasil, em 2019, indica que há 139,3 milhões de animais de estimação no Brasil, trazendo oportunidades no chamado mercado petsitter.

Conclusão

Sair das dívidas exige esforço, disciplina e comprometimento, mas é totalmente possível. Com um plano de pagamento adequado, controle financeiro e ações conscientes, você pode se libertar das dívidas e construir um futuro financeiro mais sólido.

Lembre-se de que cada pequeno passo dado em direção à quitação das dívidas o aproxima de uma vida financeira mais tranquila e estável. Mantenha o foco, persista e celebre cada conquista ao longo do caminho. Você é capaz de retomar o controle e alcançar a liberdade financeira!

 

Espero que este artigo tenha ajudado você!

Então deslize a tela para baixo e confira mais dicas como esta e não se esqueça de compartilhar com os amigos!

Quer mais dicas sobre o mundo das Finanças e Decoração, então confira alguns dos nossos artigos em:

Últimos artigos